Strange Angels – Opinião

Strange Angels

Título: Strange Angels (Strange Angels #1)

Autor: Lili St. Crow

Editora: Quercus

Páginas: 293

Género: Young Adult; Urban Fantasy

Sinopse: In Strange Angels, Dru Anderson has what her grandmother called “the touch.” (Comes in handy when you’re traveling from town to town with your dad, hunting ghosts, suckers, wulfen, and the occasional zombie.) Then her dad turns up dead—but still walking—and Dru knows she’s next. Even worse, she’s got two guys hungry for her affections, and they’re not about to let the fiercely independent Dru go it alone. Will Dru discover just how special she really is before coming face-to-fang with whatever—orwhoever— is hunting her?

Opinião

Quando comecei a ler este livro a primeira coisa em que pensei foi na série de TV Supernatural (saving people, hunting things, the family business), só por isso ganhou mais atenção. A mãe da personagem principal (Dru) foi morta por uma criatura e o pai dela passou-se e desde então começou a caçar “monstros” e a treinar a Dru para fazer o mesmo.

Adoro a Dru, é uma durona e acho que as atitudes dela são de uma pessoa muito mais velha. Vê-se que ela teve de crescer rapidamente devido à vida que levava com o pai. Não gostei do facto de ela andar sempre a chorar e aos gritos, para uma pessoa que foi treinada desde pequena para lidar com situações destas, ela tem mais sorte do que jeito para se defender.

O Graves, o amigo que ela acabou por fazer, contra a vontade dela, nesta nova cidade é um máximo, adorei o miúdo. Ele é esperto, ele não stressa com as coisas que vê e que a Dru lhe conta e o que mais gostei foi ele querer defender a Dru a todo o custo e querer estar sempre ao lado dela para a apoiar. Acho que uma personagem bem construída e coerente e é um mimo de ler. As cenas entre eles os dois são muito bonitas… tirando quando estão a matar criaturas 😛

O Christophe apareceu a meio do livro e pelo que li pareceu-me o típico rapaz bonito e jeitoso que se sabe desenrascar e sabe muito mais do que toda a gente. Neste momento não sei se gosto dele ou não. Houve muitos segredos/informações que ele não contou à Dru e podia ter contado, ela merecia saber. Por vezes acho que ele tem um motivo por de trás de tudo o que faz, noutras alturas parece que se preocupa realmente com ela. Estou para ver no que isto vai dar.

O que gostei muito na relação entre a Dru e o Graves foi o facto de não haver nenhuma paixão imediata. Mesmo quando aparece o Christophe, ela não se atira de cabeça, admite que ele é giro e assim, mas nada mais. A relação entre ela e os dois rapazes é bastante normal porque ela não dá muita importância a relações amorosas, depois do que se passou com o pai dela e depois de saber que afinal é uma rapariga especial e que tem à perna bastantes criaturas que a querem matar, ela tem mais com que se preocupar. Dos dois rapazes, e realço que eles são muito diferentes um do outro, eu gosto muito do Graves. A relação entre ele e a Dru começa com uma amizade e torna-se uma amizade muito forte, em que eles se protegem um ao outro contra tudo o que vem de fora. Gostei muito de no final ela bater o pé ao Christophe e dizer que se ela vai para algum lado o Graves tem de ir com ela, ela não se quer separar do amigo que fez, achei bonito e espero que a relação entre eles continue a evoluir, pode ser devagar que eu não me importo 😛

Depois de tudo isto posso dizer que gostei bastante deste livro e é uma série que quero muito continuar a ler. Para quem gostar de raparigas fortes e de uma história sem muito romance à mistura este é um bom livro para ler.

goldgoldgoldgoldgold

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s