Ember – Opinião

Bettie Sharpe - Ember

Título: Ember

Autor: Bettie Sharpe

Editora: Kindle

Páginas: 94

Sinopse: Everyone loves Prince Charming. They have to—he’s cursed. Every man must respect him. Every woman must desire him. One look, and all is lost.
Ember would rather carve out a piece of her soul than be enslaved by passions not her own. She turns to the dark arts to save her heart and becomes the one woman in the kingdom able to resist the Prince’s Charm.
Poor girl. If Ember had spent less time studying magic and more time studying human nature, she might have guessed that a man who gets everything and everyone he wants will come to want the one woman he cannot have.

Opinião

Um retelling do conto da Cinderela. Posso dizer que gostei bastante, não é um livro sem falhas mas dá a volta à história original e o resultado é muito bom.

A história retrata a Ember (personagem principal, supostamente a Cinderela). Ela é uma bruxa e vive com os pais, a mãe é também uma bruxa e está muito doente e o pai é um mercador. Tal como acontece no conto original, a mãe morre e o pai casa novamente e aí entram a madrasta e as meias-irmãs, que eu simplesmente adorei.

Neste reino onde a magia abunda, temos o príncipe encantado, que foi amaldiçoado por uma bruxa para ser sempre belo, charmoso e atraente para quem o visse (acho que entra aqui um bocado de Bela Adormecida, quando ela foi amaldiçoada em bebé). A mãe da Ember sempre a avisou para não olhar para o príncipe, caso contrário iria cair na maldição e ficar obcecada com ele e fazer tudo o que ele queria (tal como toda a gente).

Claro que a Ember tinha de contrariar a mãe, achando-se mais forte do que a maldição. Até certo ponto ela consegue desviar os olhos do príncipe mas já vai tarde de mais. A partir daí temos uma espécie de encontros e desencontros entre estas 2 personagens, muito devido a segredos que eles escondem de toda a gente.

O facto de a Ember ter um pé defeituoso e ter ficado sem um dedo e o facto de o príncipe ser lindo de morrer, fez-me lembrar a Bela e o Monstro.

Supostamente a Ember é retratada como uma bruxa muito poderosa mas não sabemos porquê nem vemos muita da magia dela a funcionar, ela faz coisas muito normais para uma bruxa, na minha opinião. Gostei muito desta personagem, tinha um humor negro que nem sempre agradava às pessoas, e era bastante pragmática, não era nenhuma florzinha de estufa, se uma coisa tinha de ser feita, toca a fazê-la e siga com a vida.

Em relação ao príncipe não gostei de algumas atitudes dele, se ele tivesse sido honesto com a Ember desde que se encontraram muito do que se passou tinha acontecido de forma diferente.

Resumindo, gostei muito de ler este retelling, tem as suas falhas mas nada de especial. Quem quiser ler uma história alternativa à Cinderela, e outros contos à mistura, este livro é uma boa aposta.

goldgoldgoldgoldgray

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s