Wishlist #2

Em Março vão sair 2 livros que eu quero muito ler. Um deles é a continuação de uma série que comecei a ler no ano passado. O outro é o início de outra série que eu achei interessante.

Marie Rutkoski - The Winner's Crime PaperbackTítulo: The Winner’s Crime (The Winner’s Trilogy #2)

Autor: Marie Rutkoski

Editora: Bloomsbury

Páginas: 368

Data de Lançamento: 12 Março 2015

Sinopse: Lady Kestrel’s engagement to Valoria’s crown prince calls for great celebration: balls and performances, fireworks and revelry. But to Kestrel it means a cage of her own making. Embedded in the imperial court as a spy, she lives and breathes deceit and cannot confide in the one person she really longs to trust …
While Arin fights to keep his country’s freedom from the hands of his enemy, he suspects that Kestrel knows more than she shows. As Kestrel comes closer to uncovering a shocking secret, it might not be a dagger in the dark that cuts him open, but the truth.
Lies will come undone, and Kestrel and Arin learn just how much their crimes will cost them in this second book in the breathtaking Winner’strilogy.

Este é então o 2º volume desta série e como eu adorei o 1º, foi um dos favoritos do ano passado, estou com muita vontade para saber o que vai acontecer com estes 2 protogonistas.

Este livro está disponível em versão Paperback com esta capa vermelha e em Hardcover com o vestido em azul.

Gail Carriger - Prudence

Título: Prudence (The Custard Protocol #1)

Autor: Gail Carriger

Editora: Orbit

Páginas: 384

Data de Lançamento: 19 Março 2015

Sinopse: ON BEHALF OF QUEEN, COUNTRY . . . AND THE PERFECT POT OF TEA.
When Prudence Alessandra Maccon Akeldama (Rue to her friends) is given an unexpected dirigible, she does what any sensible female would under similar circumstances – names it the Spotted Crumpet and floats to India in pursuit of the perfect cup of tea.
But India has more than just tea on offer. Rue stumbles upon a plot involving local dissidents, a kidnapped brigadier’s wife, and some awfully familiar Scottish werewolves. Faced with a dire crisis and an embarrassing lack of bloomers, what else is a young lady of good breeding to do but turn metanatural and find out everyone’s secrets, even thousand-year-old fuzzy ones?

Fiquei interessada neste livro porque ele mistura steampunk com vampiros e lobisomens e a história passa-se na época vitoriana. Podia pedir mais? Só que este livro seja tão bom como aparenta.

Este livro é um nova série mas segue algumas personagens de outra série da autora, Parasol Protectorate.

Advertisements

Pelo Correio (#6)

Esta semana chegaram cá a casa muitos livros novos. Estes 2 vieram da Saída de Emergência.

Pelo correio (1)

Porque Somos um Só, Because You Are Mine #3 da Beth Kery

O Êxtase de Gabriel, Gabriel’s Inferno #2 da Sylvain Reynard

 

Estes 4 vieram do awesomebooks e são todos usados.

Pelo correio (3)

Darkest Mercy, Wicked Lovely #5 da Melissa Marr

Archangel’s Consort, Guild Hunter #3 da Nalini Singh

Pelo correio (2)

A Stroke of Midnight, Merry Gentry #4 da Laurell K. Hamilton

A Lick of Frost, Merry Gentry #6 da Laurell K. Hamilton

 

Este ebook foi uma oferta do autor num dos giveaways do Goodreads.

Rajiv Tanwar - Vasu and the Matsya Temple

Vasu and the Matsya Temple de Rajiv Tanwar.

 

Por último comprei este no continente a um preço agradável.

Pelo correio (4)

Aposta Indecente da Matilda Wright

Ember – Opinião

Bettie Sharpe - Ember

Título: Ember

Autor: Bettie Sharpe

Editora: Kindle

Páginas: 94

Sinopse: Everyone loves Prince Charming. They have to—he’s cursed. Every man must respect him. Every woman must desire him. One look, and all is lost.
Ember would rather carve out a piece of her soul than be enslaved by passions not her own. She turns to the dark arts to save her heart and becomes the one woman in the kingdom able to resist the Prince’s Charm.
Poor girl. If Ember had spent less time studying magic and more time studying human nature, she might have guessed that a man who gets everything and everyone he wants will come to want the one woman he cannot have.

Opinião

Um retelling do conto da Cinderela. Posso dizer que gostei bastante, não é um livro sem falhas mas dá a volta à história original e o resultado é muito bom.

A história retrata a Ember (personagem principal, supostamente a Cinderela). Ela é uma bruxa e vive com os pais, a mãe é também uma bruxa e está muito doente e o pai é um mercador. Tal como acontece no conto original, a mãe morre e o pai casa novamente e aí entram a madrasta e as meias-irmãs, que eu simplesmente adorei.

Neste reino onde a magia abunda, temos o príncipe encantado, que foi amaldiçoado por uma bruxa para ser sempre belo, charmoso e atraente para quem o visse (acho que entra aqui um bocado de Bela Adormecida, quando ela foi amaldiçoada em bebé). A mãe da Ember sempre a avisou para não olhar para o príncipe, caso contrário iria cair na maldição e ficar obcecada com ele e fazer tudo o que ele queria (tal como toda a gente).

Claro que a Ember tinha de contrariar a mãe, achando-se mais forte do que a maldição. Até certo ponto ela consegue desviar os olhos do príncipe mas já vai tarde de mais. A partir daí temos uma espécie de encontros e desencontros entre estas 2 personagens, muito devido a segredos que eles escondem de toda a gente.

O facto de a Ember ter um pé defeituoso e ter ficado sem um dedo e o facto de o príncipe ser lindo de morrer, fez-me lembrar a Bela e o Monstro.

Supostamente a Ember é retratada como uma bruxa muito poderosa mas não sabemos porquê nem vemos muita da magia dela a funcionar, ela faz coisas muito normais para uma bruxa, na minha opinião. Gostei muito desta personagem, tinha um humor negro que nem sempre agradava às pessoas, e era bastante pragmática, não era nenhuma florzinha de estufa, se uma coisa tinha de ser feita, toca a fazê-la e siga com a vida.

Em relação ao príncipe não gostei de algumas atitudes dele, se ele tivesse sido honesto com a Ember desde que se encontraram muito do que se passou tinha acontecido de forma diferente.

Resumindo, gostei muito de ler este retelling, tem as suas falhas mas nada de especial. Quem quiser ler uma história alternativa à Cinderela, e outros contos à mistura, este livro é uma boa aposta.

goldgoldgoldgoldgray

It’ In His Kiss -Opinião

Julia Quinn - It's In His Kiss

Título: It’s In His Kiss (Bridgertons #7)

Autor: Julia Quinn

Editora: Piatkus

Páginas: 320

Sinopse: IF IT’S IN HIS HEART … IT’S IN HIS KISS
MEET OUR HERO…
Gareth St. Clair is in a bind. His father, who detests him, is determined to beggar the St. Clair estates and ruin his inheritance. Gareth’s sole bequest is an old family diary, which may or may not contain the secrets of his past… and the key to his future. The problem is—it’s written in Italian, of which Gareth speaks not a word.
MEET OUR HEROINE …
All the ton agreed: there was no one quite like Hyacinth Bridgerton. She’s fiendishly smart, devilishly outspoken, and according to Gareth, probably best in small doses. But there’s something about her—something charming and vexing—that grabs him and won’t quite let go…
MEET POOR MR. MOZART…
Or don’t. But rest assured, he’s spinning in his grave when Gareth and Hyacinth cross paths at the annual—and annually discordant—Smythe-Smith musicale. To Hyacinth, Gareth’s every word seems a dare, and she offers to translate his diary, even though her Italian is slightly less than perfect. But as they delve into the mysterious text, they discover that the answers they seek lie not in the diary, but in each other … and that there is nothing as simple—or as complicated—as a single, perfect kiss.

Opinião

Não sei como é que esta senhora consegue, nem quero saber, os livros dela continuam a ser fantásticos, as personagens evoluem de livro para livro e ao longo de todo a história também.

Este livro conta-nos a história da Hyacinth, a mais nova dos 8 irmãos e irmãs da família Bridgerton e Gareth um dos netos da minha querida Lady Danbury.

Hyacinth continua igual a ela mesma, diz o que quer sem medo do que possam pensar e isso traz-lhe alguns dissabores. Ela não consegue arranjar marido e por vezes afasta as pessoas. Há uma conversa no meio do livro que ela tem com a mãe, Violet, sobre esse mesmo assunto e sinceramente, deixou-me à beira das lágrimas.

Gareth, um filho desprezado pelo pai por não ser verdadeiramente filho dele. Vê-se que ele sofre e tem um certo medo do homem mais velho e inconscientemente tenta fazer as coisas de forma a mostra-lhe que ele não é um inútil. É um pouco triste de se ler e nas cenas em que o pai dele aparecia só me apetecia gritar-lhe para ir dar uma volta e deixar o Gareth em paz. É quando o irmão falecido lhe deixa um diário da avó deles que a história se vai desenrolando.

A Violet aparece novamente para dar conselhos à filha e adoro-a, ela é uma mãe maravilhosa. Tendo em conta que teve de cuidar de 8 filhos sozinha, devia estar orgulhosa do trabalho que fez. Embora às vezes leve os filhos à loucura com o feitio de casamenteira, ela na realidade só quer o bem deles e que encontrem uma pessoa que os ame.

Outra das personagens que eu tenho vindo a adorar cada vez mais e a rezar para que apareça sempre nos livros é a Lady Danbury. Ela é uma espécie de Hyacinth mais velha, diz o que quer porque com a idade tudo é perdoado e ela tem passe livre para dizer e fazer o que quer. É uma maluca mas com um coração mole e vemos esses momentos neste livro.

Em relação à própria história, é um romance bem escrito, eu podia estar aqui horas a escrever sobre ele mas limito-me a dizer que adorei. Adorei a amizade que foi crescendo entre a Hyacinth e o Gareth, passando depois a um amor forte que resiste a tudo. Houve sempre alguns entraves, porque são ambos umas cabeças duras. Como é obvio a Hyacinth não podia arranjar um homem “mole”, tinha que ser um que lhe desse luta. É aí que vemos o quanto gostam um do outro, mesmo andando às turras eles defendem-se e fazem tudo um pelo outro.

No fim temos um vislumbre da filha deles e a miúda parece pior que a mãe 🙂

Quando acabei este livro li a short story sobre eles os dois no livro The Bridgertons: Happily Ever After. Este livro é uma espécie de epílogo para todos os 8 livros dos 8 irmãos Bridgerton.

Tenho muita pena de este ser o penúltimo livro da série, acho que vou começar a pegar noutras séries desta autora, Smythe-Smith Quartet, em que as protagonistas também já apareceram nestes livros.

goldgoldgoldgoldgold

Wishlist #1

Um livro que saiu este mês e que eu tenho imensa vontade de ler. É o segundo volume da série Alienated, já li o primeiro e gostei bastante.

Uma história sobre um mundo e uma sociedade que existe noutro planeta, em que alguns membros vêm à Terra numa espécie de intercâmbio de alunos intergalático.

Melissa Landers - Invaded

Cara always knew life on planet L’eihr would be an adjustment. With Aelyx, her L’eihr boyfriend, back on Earth, working to mend the broken alliance between their two planets, Cara is left to fend for herself at a new school, surrounded by hostile alien clones. Even the weird dorm pet hates her. Things look up when Cara is appointed as human representative to a panel preparing for a human colony on L’eihr. A society melding their two cultures is a place where Cara and Aelyx could one day make a life together. But with L’eihr leaders balking at granting even the most basic freedoms, Cara begins to wonder if she could ever be happy on this planet, even with Aelyx by her side. Meanwhile, on Earth, Aelyx, finds himself thrown into a full-scale PR campaign to improve human-L’eihr relations. Humans don’t know that their very survival depends on this alliance: only Aelyx’s people have the technology to fix the deadly contamination in the global water supply that human governments are hiding. Yet despite their upper hand, the leaders of his world suddenly seem desperate to get humans on their side, and hardly bat an eye at extremists’ multiple attempts on Aelyx’s life. The Way clearly needs humans’ help but with what? And what will they ask for in return?

Podem encontrá-lo à venda no Book Depository ou mais informações e opiniões sobre ele no Goodreads.

 

No Shades of Grey – Opinião

No Shades of Gray

Título: No Shades of Grey

Autor: Rosen Trevithick

Editora: Kindle

Páginas: 33

Sinopse: A tale of love, respect and domination, No Shades of Grey depicts the plight of a worthy romantic lead when the object of his affections turns out to be not quite the girl he’s looking for.

Warning: this story is only six words long. The remainder is padded with different translations.

Opinião
Este ebook está gratuito em versão Kindle na Amazon, entre os dias 13 e 17 de Fevereiro, uma forma de protesto da autora contra o lançamento do filme Fifty Shades of Grey.
Uma leitura muito engraçada  sobre as várias formas de dizer “Não”. Pelos vistos não é assim tão difícil.
É bastante rápido de ler, em menos de 10 minutos já fizeram o trabalho.
Garantido é que vocês se vão rir bastante com algumas partes.
goldgoldgoldgoldgray

Passion of an Angel – Opinião

Suren Hakobyan - Passion of an Angel

Título: Passion of an Angel

Autor: Suren Hakobyan

Editora: Kindle

Páginas: 36

Sinopse: A captivating, mystical and erotic story about the life before Earth. The first world was ideal, the first humans were immortal, everything was given to them to ensure a happy and endless future and life seemed to be going perfect. But there was a curious angel who changed the course of life.
To begin with, angels hadn’t any feelings, they were cold, emotionless creatures wandering around the new world and examining the surroundings. But one of them learned to feel and to see the beauty of God’s creation and for that life, even the angel is surely ready to leave even Heaven.

Opinião

Este livro foi uma oferta do autor em troca de uma opinião.

Não me chamou muito a atenção, talvez por ser muito pequeno, consegui lê-lo em menos de 2h. Acho que não deu tempo para me envolver na história.

Este livro conta-nos a história de um anjo que observa a criação do Eden por Deus e acha que é a coisa mais linda que viu e a partir daí ele consegue ter sentimentos por tudo o que vê, de relembrar que os outros anjos não sentiam emoções. São esses sentimentos e emoções que lhe permitem criar novas coisas, tal como Deus.

Quando ele vê Eva ele “apaixona-se”, ou sente-se muito atraído por ela e acabam por se envolver.

Já se sabe como a história acaba, com Eva e Adão a comer a maçã e a serem expulsos do paraíso.

No fim fica a dica que o anjo vai com eles os dois para fora do jardim e vai criar um novo mundo para eles. Sendo o nome do anjo Lucifer.

Está interessante a história e permite-nos outra perspetiva da história original que conhecemos, eu adoro retellings. Neste caso soube a pouco e não me importava que tivesse o dobro das páginas.

goldgoldgoldhalfgray